Categories
artigo

condução vertical e espaçamento entre plantas

Sisal, ou outros elementos biodegradáveis alternativos como fibra de coco ou algodão, são os elementos que compõem a estrutura vertical de condução das plantas de lúpulo.

Confira nesta publicação da VAN BERGEN alguns fatores importantes para serem considerados no momento de planejamento e implantação da lavoura de lúpulo.

SISAL
Esse é o elemento responsável por conduzir verticalmente as plantas de lúpulo. A partir de cada planta, saem dois sisais, dando o formato de V, que dá nome ao tipo de condução.

O material desta condução pode ser diverso: sisal, fibra de coco, algodão. É muito comum utilizar um material que seja biodegradável, para compostar junto com as ramas colhidas de lúpulo após a colheita. No entanto, há quem use com sucesso fitilho.

É importante que esse material aguente o peso máximo da planta e tenha resistência às intempéries climáticas do período de uma safra.

Esse fio condutor é preso anualmente no alto, nos cabos secundários, com nós e na base da planta.

Há diversas ideias para prender esse fio condutor na planta: os prendedores W são amplamente utilizados nos EUA e Alemanha. Utiliza-se grampos de solo, entre outros artifícios para essa mesma função.

DISTANCIAMENTO

O distanciamento entre plantas varia de acordo com a cultivar escolhida. Cultivares de alto vigor costumam estar distantes 1 a 1,2m entre si. Cultivares de menor vigor possuem distanciamento menor de 0,8 a 1 metro entre si.

As linhas de plantio distam entre si de 3 a 4 metros. Essa entrelinha
é desejada que seja carroçável com o maquinário que será utilizado.